Páginas

* Para os menininhos, daqui há alguns anos...



Um passeio animado

num parque bem verdinho

tudo sempre bem combinado

muitas flores no caminho...


Ali juntos passeávamos

brincadeiras de montão

conversas fora jogávamos

que saudades de então!


Quando nossos pés cansavam

procurávamos nosso banco lindo...

Vovó, da bolsa que carregavam

tirava um lanchinho,benvindo!

( nem sempre tão benvindo...)


Hoje ao por lá passar

vejo-o ali tão sozinho

ninguém pode imaginar

que já houve tanto carinho!


Como tudo em nossa vida

vovô e vovó também passaram

mas sempre tenho bem mantida

a lembrança do que me ensinaram.


Eles pediam sempre a mim

pra que eu fosse um menino bom

que crescesse e sempre, enfim,

cultivasse todo o meu lado bom!


Agora passo e o banco vejo

triste e tão abandonado

melhor sorte tive eu, benfazejo,

sei eles que ainda estão ao meu lado!


De onde eles se encontrarem

sempre ao meu lado estarão

pedindo aos anjos que por lá passarem

sempre, pra mim, muita proteção!


Tenho que virar homem, trabalhar

vou tentar a minha parte fazer

em meu vovô quero me espelhar

sempre firme e forte permanecer.


Da vovó a teimosia

quero nunca esquecer

bem como, a sua alegria

e todo o seu bem querer!


Assim, com essa lembranças

por muitos bancos vou passar

tomara possa, em minhas andanças

com meus filhos um dia, lá sentar!


chica

3 comentários:

  1. Recordações são alimentos para a nossa alma.quando recordamos dias bons parece que rejunescemos milhões de anos, muito embora fique uma certa nostalgia perto de nós.bjs e um dia lindo procê.paz!

    ResponderExcluir
  2. Chica,muito comovente essa poesia!Os avós sempre deixam marcas carinhosas em nossas vidas!Bjs,

    ResponderExcluir
  3. Lembrar é sempre viver de novo. E poder imaginar um futuro bonito, cheio de bons momentos e lembranças, é nosso desejo também.
    Poema lindo, Chica!
    Um beijo!

    ResponderExcluir

✿ Que isso possa ter deixado uma marquinha,ainda que seja bem pequenina , no seu dia, alegrando-o! ✿