Páginas

* Momentos de divagação e desabafos...


Nem sempre podemos estar pra cima, animadas...

Hoje fui visitar minha mãe e voltei de lá com uma tremenda saudade...

Saudades de vê-la  mais ativa, passeando, arrumando seus programas com o motorista pra vir de sua cidade até P.Alegre, dela falante, dela ligando todos os dias várias vezes com suas sessões "tragédias" tantas vezes...até dela  nos incomodando...

Hoje ela não liga mais, apenas recebe os telefonemas, sempre devagar pra falar e pensar...Ela não recorda mais as datas de nada, o que antes ela fazia tão bem. Sabia toooooodos os nivers de tooooooooooooooooodos os membros da nossa família e da família de suas irmãs e ainda dos amigos e vizinhos. Era sempre a primeira  a telefonar e saudar os aniversariantes...

Hoje, se retirou de tudo... Foi retirada pela vida!
Fará 85 anos  dentro de  alguns dias ...O tempo passou...

Comentei com ela sobre as ruas da cidade e da nossa  BR. Ela Há quaaaaaaaanto tempo não passa por ela e há quantos meses está dentro de sua casa sem ao menos sair...

Senti saudade de vida, voltei triste. Viajo com essa sensação de que a cada abraço que damos, não é mais a nossa mãe que ali está, apesar de sua cabeça estar quase sempre bem.

Por que a vida é assim? Por que  uma pessoa deve ficar nesse confinamento ,quase na imobilidade enquanto sua cabeça ainda voa?Ou pelo menos, tenta voar, já bem menos ,mas ainda voa...

Ela, graças à Deus, tem condições de manter toda equipe de enfermagem ao seu lado, o que conforta.
Sabemos, no entando que a grande maioria não tem essa condição e sobrevive , imagina-se bem de que modo.

Fico me questionando e chego a conclusão que não podemos perder nenhum minuto de nossas vidas sem aproveitá-la bem e no entanto, sabemos também que essa não é a verdade. Tantas coisas aparecem nos caminhos e os bloqueiam...

Mas temos que ser fortes,empurrar toooodos os muros, tudo o que aparecer pra nos tirar a paz e viver o melhor possível sempre. Isso enquanto estivermos bem, pois vemos  bem, na figura dela e de tantas pessoas que conhecemos ,o que pode nos esperar depois... Ninguém o sabe! Esperemos o melhor!

Mas é estranho sentir saudades assim...ela está pertinho daqui e no entanto, tão longe ...Pena!!!Pena mesmo!

E  eu que tenho filho longe, sinto saudades deles de lá.Mas é diferente...

 Com eles, podemos falar ao telefone, skype, email, tudo e sempre encontraremos a vida do doutro lado da linha  ou da telinha... E com ela, é diferente mesmo, bem diferente!!!

7 comentários:

  1. Querida chica, lendo o seu post. fiquei pensando, hoje a vida para alguns de nós é como se fosse um filme em nossas mentes, está tudo direitinho as pessõas, as que ja se retiraram de cena, graças a deus não é o seu caso a sua querida mãe está entre vcs, a hora que vc quiser visita-la ela está lá.está lúcida, é ela mesma. está saudade querida é da mãe ativa que era antes isto é normal querida, que vc desfrute ainda por muitos anos ainda a sua companhia, é o nosso desjo. Um abraço carinhoso Celina.

    ResponderExcluir
  2. Que coisa, descrevestes muito bem o que a vida nos apronta, triste realmente ver a quem amamos sair assim como num estalar de dedos da vida , ainda vivida, mas aproveita esses dias na praia , relaxa, porque nada mais depende da tua vontade, vamos levar a vida antes que a vida nos leve, boas ferias, boa viagem, Deus os acompanhe, beijos, Heloisa.

    ResponderExcluir
  3. Hola Chica,

    es triste sí, pero, aún así, disfruta de tu madre mientras puedas.
    Yo hace un año me quedé sin la mia y es muy duro...

    Te dejo saludos y ánimo...

    Sergio.

    ResponderExcluir
  4. Chica,
    É exatamente assim que me sinto frente a alguém que, na verdade,saiu em uma revoada, lá em abril, e ainda--nem vai--conseguir pousar de volta. Quando saiu , nem sabia que saira e que não mais voltaria como semanas antes de ir. O consolo é que, até não tão distante assim, viveu intensamente...Fico a pensar na humilhação que, pelo menos, às vezes, deve sentir por estar impedida de comandar até as coisas e funções mais simples da vida! Coitada da mãe, realmente, nesse faz-de-conta de viver sem saber em que dia voltará para casa...Ai, quer trocar o chuveiro, arrumar uma janela...Porém só quando voltar para casa...Tristeza grande.
    Um beijão carinhoso,
    tua irmã Mausi

    ResponderExcluir
  5. É, Chica querida, vc me fez recordar meu papai que se foi aos 85 trazendo tanta saudade ao meu coração...
    Deus conserve a vida da sua mamãe pelo tempo em que Ele julgar bom pois a saudade fica apertando infinitamente.
    Seja firme e corajosa sempre!!!
    Os filhos distantes deixam também nosso coração esmagado da bendita saudade sem fim... mesmo com tantas possibilidades como as que vc mencionou,amiga.
    A vida , de fato, é efêmera por demais.
    Bjs e o meu desejo de que se normalize logo essa tragédia na Região Serrana.

    ResponderExcluir
  6. Chica,
    Essa fase é muito dolorida, mas acho que é uma preparação para a retirada definitiva.
    Minha mãe, que partiu há pouco, iniciou sua retirada aos 90 anos. Foram quase 7 anos de passos para o outro lado. De início, pequenos: algumas dificuldades para se cuidar sozinha.
    No último ano, passos largos. Quase que sem comunicação. Mas ainda lutando pela vida, até sua hora final.
    Mas uma vida absolutamente plena.
    Força, minha amiga.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. É amiga, tenho uma avó que está assim, num mundo paralelo... Foi triste o dia em que ela fugiu de mim, como de o maior dos estranhos do mundo!

    Como a amiga eu me pergunto se isso é justo! Não tenho a resposta para isso...

    Abraços e bom final de semana!

    ResponderExcluir

✿ Que isso possa ter deixado uma marquinha,ainda que seja bem pequenina , no seu dia, alegrando-o! ✿