Páginas

♥ Cabides e reflexões... ♥


Chove lá fora...Eu vou arrumar armários e me deparo com um ou dois resquícios dos cabides de crianças...

Olho e antes de retirá-los, uma saudade bate...

Onde estão as roupinhas pequeninhas, ali colocadas ,cor por cor, tamanho por tamanho?

O dono delas espichou... Graças à Deus ,cresceu. É o ciclo normal...

Há de crescer muito , mas os cabides servirão para sempre agora...


A vida é assim...  Que bom que tive oportunidade de com os meus quatro filhos  trocar cabides e agora   repetir  e acompanhar as trocas de cabides dos netos...

Vamos que vamos...

Mas que dá uma saudadezinha, isso dá!

Passou muito rápido  e hoje olhando para todos os netos, nem mais um bebê temos por aqui...O menorzinho tem 6 anos já,é sapeca e parece muiiiiiiito maior,rs

Credo!!!Voou!!!

E vocês, trocam os cabidezinhos sem pensar ou  se permitem  um tempinho pra revoar nas lembranças?


14 comentários:

  1. Eu sempre viajo nas lembranças e sentidos com sentimentos das coisas e adorei as suas :)

    ResponderExcluir
  2. É, Chica, uma boa reflexão nesta 6ª feira...
    Hum, cabides que trazem gratas e saudosas lembranças...
    Por aqui, há um tanto de coisa assim: quartos vazios, armários c algumas roupas dentro, objetos..., e tem até um pratinho que já tá servindo p o netinho... Tem também uma canequinha rosa dentro do açúcar, dentro do arroz uma outra de inox... Ah, lembranças e tempo ido!...

    Vamos adiante... Sempre lembrando c carinho e boas saudades...
    Beijos...

    ResponderExcluir
  3. O tempo passa e como passa rápido! A saudade sempre companheira! Guardei uma calça curta que muito usei na adolescência.De quando em vez, olho-a e permito-me lembrar quantas coisas úteis e não úteis pratiquei usando-a.Vejo copos, garfos, pratos, roupinhas de minhas filhas quando criança, bebê até e relembro a inocência que ficou perdida. Lembranças, somente lembranças.
    Gostei muito dos teus cabides que nos levam a uma potente reflexão de que a vida passa muito ligeira e o bom mesmo é nos amarmos com muita intensidade antes que tudo se torne pó.
    Abração,Chica.
    A minha internet está péssima. Quando começo ler os texto, a terrível ferramenta cai. A paciência me falta e desligo o computador. Haja paciência!

    ResponderExcluir
  4. Que bonito, Chica! Um simples cabide, que temos em casa e pouca atenção damos a ele, levou você a tantas boas lembranças! Na simplicidade reside muita sabedoria!
    Um ótimo final de semana.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Chica. Que delícia de lembranças através dos cabides coloridos! Hoje mesmo eu estava revendo o vídeo da apresentação de cinderela da Laura e pensando, daqui dez anos ela estará dançando a valsa! rs Beijo! Renata

    ResponderExcluir
  6. Saudosismo também caminha aqui comigo e em trocas de cabides (eu que não tenho netos ainda) gosto de ficar sentadinha, olhos fechados, visualizando as lindas roupinhas que ali estiveram.
    Gostei muito de te ler minha amiga.

    Beijos de um final de semana delicioso pra você Chica querida.

    ResponderExcluir
  7. E a saudade bate mesmo, né Chica?
    Por aqui não tem, mais nenhum bebê, faz tempo
    E os netinhos estão demorando a chegar...sniff
    Deixo um beijinho de boa noite para você
    Carinhosamente de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  8. É assim, o ciclo da vida que vira e mexe nos traz muitas saudades e reflexos. bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi Chica,
    Eu guardei um cabidezinho porque sabia que seria só um. Netos?? Do jeito que só quer estudar mais e mais, morro e não os vejo.kkk. Já disse a namorada dele: se demorar muito tempo, não poderá mais ter filhos.
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  10. Não tem como não sentir saudades quando vemos as coisas de quando eles eram pequenos! Linda msg,Chica! bjs,

    ResponderExcluir
  11. Oi Chica, olha a hora que arrumei para vir, é um corre corre danado, saudades? Ah eu as sinto e muito, principalmente agora que estou relembrando tudo, principalmente com a Camila que mora comigo, hoje mesmo já fomos combinar de lavar as roupinhas, afinal ela está já de 7 meses e meio, então está na hora, o da Eveline eu já lavei todas as roupinhas há duas semanas em repouso tentando segurar o parto. Sabe até dois cabides pequeninos vieram com as roupinhas então lá vou eu recordar, agradeço a Deus por estar presente nestes momentos inesquecíveis, adorei sua reflexão bjos Luconi

    ResponderExcluir
  12. Ahhh, Chica, ainda tenho cabidinhos em casa. Ontem mesmo a filha me perguntou se um determinado casaquinho da Letícia estava aqui e fui olhar no armário e estava. rs Há um quarto só com brinquedos e deixo ali uma "baguncinha' deles, para me lembrar sempre. Ainda são pequeninos, de 7 a 2 anos e meu desejo é poder vê-los "adolescer". rs
    Beijo e boa semana, Rejane.

    ResponderExcluir
  13. Chica, querida!
    Você me trouxe lembranças boas agora, pois guardo ainda algumas coisinhas do filhote quando pequeno: cabidinho, sapatinho, primeira roupinha de aniversário, coisas simples, mas que gosto de dar uma espiadinha vez ou outra e relembrar aquele tempo bom.
    Faço ideia você com 4 filhos e agora os netos, quantas lembranças bonitas!
    Um super abraço carioca.

    ResponderExcluir
  14. Chica
    eu evito pensar nos cabidinhos, principalmente porque não tenho netos.
    Quando meus filhos casaram, dei para cada um, uma caixa com todas as lembranças: roupinhas, brinquedinhos, cadernetas de vacinas, e muitos outros registros. A filha não tem mais, o filho ainda conserva as relíquias.
    Ainda tenho desenhos do mais novo, e quero fazer um álbum para ele.
    Não quero recordar. dói muito, rs então não fiquei com os cabidinhos
    beijos Zizi

    ResponderExcluir

✿ Que isso possa ter deixado uma marquinha,ainda que seja bem pequenina , no seu dia, alegrando-o! ✿