Páginas

* O vestido de noiva e a carroça...



Fim de férias de uma filha da família Bertoldo, as quais ela havia, já estranhamente, passado sozinha na casa dos pais.


Ao despedir-se do pai pela manhã disse:


-Tenho que voltar hoje, ao que o pai respondeu:


-Tens não, apenas se quiseres.


Foi a palavra mágica, que ela tanto esperava.Só isso!


No mesmo dia o casamento foi pelos ares, o que na realidade, já devia estar voando.


Então, começou toda a confusão de retirar os pertences e as descobertas que o maravilhoso marido havia feito tramóias e mais tramóias.


Resolveram deixar tudo por lá e apenas pegar os objetos de uso pessoal.


Na hora de retirar as roupas , havia o vestido de noiva, lá guardado...


Mãe e filha se olharam e resolveram que ele haveria de sumir IMEDIATAMENTE.


Estava passando um carroçeiro que recolhia entulhos e o vestido foi atirado para ele, que estranhou, por certo, mas ficou feliz...


Coincidentemente, passado algum tempinho, quando, já no carro retornavam à casa, olharam mais adiante e estava aquele vestido branco andando na carroça...


Um choque!


Um vestido que fora usado para um sonho, acabou assim...como o casamento.


As duas sentiram um aperto no peito, mas a mãe estacionou o carro, abraçou a filha e disse: ESSE SE FOI!


O vestido, vamos pedir que a próxima que o use possa ser feliz e tu, de hoje em diante, recomeças tua vida.


À medida que o vestido e a carroça avançavam, a vida dela estava mais e mais próxima do recomeço.


Foi um recomeço lento, avançando pouco a pouco, como o afastamento daquela carroça até das suas mentes, mas aconteceu...


E tudo deu certo! Chica

Um comentário:

  1. Belo recomeço, linda liçao, parabens, beijos, Heloisa.

    ResponderExcluir

✿ Que isso possa ter deixado uma marquinha,ainda que seja bem pequenina , no seu dia, alegrando-o! ✿