Páginas

* Um pouco de mim...A CRIANÇA QUE EU FUI...


Essa é a chica há ...trocentos anos atrás...
seus laçarotes indo para a escola

o que me estraga é minha timidez...

nas escadas da entrada da casa da Tia Hilda



Fui a quarta das cinco filhas de meus pais.


Sempre tive essa noção de família grande, embora passamos muitos anos de nossas vidas divididas, pois três ficaram morando no RS quando de uma alteração de emprego de meu pai e apenas minha irmã caçula e eu ficamos com nossos pais, no Rio de Janeiro.

Fui, como todas as crianças danadinha e arteira.
Nos meus brinquedos e historinhas que inventava, meu nome era Rosa, Rosita ou coisa parecida.

Hoje ainda, ao escrever, de repente, surge uma Rosa na história...

No Rio, morávamos em apartamento e eu era sempre bem branquinha, parecia um leite e isso deixava minha mãe orgulhosa, pois havia feito uma simpatia de colocar a aliança dela na primeira água do banho , pois segundo a crença, a criança ficava beeeeeeeeeem branquinha.

Esse fato, na adolescência já me incomodava pois parecia uma freira saída do convento,rsr...

Era e ainda sou, bem tímida.

Lembro que quando ficava com vergonha, enrolava meu vestido pelas pontas, ou blusas, qualquer coisa pra eu ficar enrolando me deixava mais á vontade...


Hoje, detesto " enroladores"...Acho que ninguém deles gosta...

Ia ao colégio, mas nunca fui muito animada pra estudar coisas que não me interessavam, porém adoraaaaaaaaaaaava o recreio.

Nele eu vibrava, brincava a valer, tinha amigas e amiguinhos.

Quando nos finais de ano vínhamos visitar nossa família, era legal pois ficávamos as cinco juntas e era muito lindo.
Minha avó tinha pátio na casa, abacateiro, galinheiros e ao lado, morava uma tia avó, irmã dela.Essa pobre, nos adorava, porém fazíamos de tudo por lá...

A casa dessa,era separada da de minha avó apenas pelo muro com um portão e nesse muto, sentava encarapitada fazendo bolhas de sabão com o caule do mamoeiro.Chegava a queimar a boca com ele...

Assustava as galinhas, fazia comidinhas com areia, enfim, lá nos divertíamos bastante.

Enfim, fui uma menina danadinha, bem normal...

E como quem planta colhe, tive por opção, quatro filhos e cada um vinha mais danado do que o outro.

A lei da vida...

Hoje, olho para os netinhos e vejo a história se repetindo.Legal! Porém, não gostaria de ser criança outra vez!


(((o)))o(((o)))o(((o)))
* Esse texto foi para atender o convite da NORMA , para seu blog, na série:" A CRIANÇA QUE EU FUI"

e agora o aproveito para  participar da Blogagem  das FASES da VIDA promovida pela  Rosélia e Gina  a quem agradeço e deixo um beijo!

31 comentários:

  1. Oi querida

    Vou modificar o link para este blog. Todos os dias temos visitas novas a sua história.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Muito legal Chica, trocentos anos atrás...kkkkk sabe que parece que foi uma eternidade mesmo quando também penso nisso
    Alguns sentem muita saudade da infância mas eu também não gostaria de ser criança outra vez
    Adorei as fotos!
    beijosss

    ResponderExcluir
  3. Que legal ver as fotos , a trajetoria, brincadeiras, da uma saudade nao da? Mas a vida e assim, nos repetimos nos filhos, netos etc..., beijos, Heloisa.

    ResponderExcluir
  4. Oi Chica adorei a tua história e as fotografias, A minha leitura predileta são as biografias, já lí biografias de uma porção de gente, e hoje adorei a tua infância, pena que foi tão curtinha,mais adorei principamente as bolinhas de sabÃO que eu fazia tambem sem falar do quintal e as galinhas.Um abraço Celina

    ResponderExcluir
  5. Nossa ,tem duas fotos que se eu não soubesse que eras tu,diria que era a Tita...Um amor as fotos,quanto a timidez ainda bem que só dura dez minutos...
    bjsss,
    Neca

    ResponderExcluir
  6. linda menina, e seguramente, linda, tbem depois de 300 anos atràs:)))
    amei a tua historia de tua vida!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  7. ... eu tô paquerando essa carinha de sapeca, aqui do meu cantinho, desde ontem... Você, menininha, era um encanto! Mulher, um encanto e meio!!! Amei a sua história, Chica! Um beijo em seu coração... Lu...Ü... (o comentário anterior, eu exclui porque tava uma meleca! Digitei igual o meu nariz... Desculpa, tá?) bejocs...

    ResponderExcluir
  8. Chica,
    Que história gostosa, de uma criança feliz.
    Eu também usei tranças desse jeitinho que você usava.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Ei, Chica, que graça de criança!!!!!!!!!! Linda menina... parece que estou vendo a Chica enrolando um cantinho da blusa ou do vestido, tentando se esconder ...

    ResponderExcluir
  10. Muito legal,Chica
    Adoramos saber um pouco da sua infância
    Gostei de saber que já morou na minha terra,Rio de Janeiro
    Uma linda tarde
    Beijinhos
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  11. Chica,que infancia deliciosa vc teve!Apesar da timidez,curtiu bastante e se esbaldou,guardando boas lembranças!Adorei suas fotos e relato!Bjs,

    ResponderExcluir
  12. Hola Chica,

    que lindas las fotos!
    Eras una niña muy linda!

    Te dejo saludos argentinos y gracias por darte a conocer un poquito más.

    Sergio.

    ResponderExcluir
  13. Um prazer estar aqui para poder ler , saber e me emocionar com suas fotos er palavra!

    ResponderExcluir
  14. Bem legal seu relato, e as fotos, muito boas, jamais deixariam que você esquecesse uma infância tão bonita. Eu, como você, não gostaria de voltar a ser criança não, muito embora minha infância tenha sido muito animada, também.

    ResponderExcluir
  15. Oi, querida amiga Chica
    Foi tão bom ler seu relato de criança... sabe de uma coisa?
    Minha infância foi a parte mais feliz da minha vida...
    Voltaria, perfeitamente, a ser criança... ainda bem que dizem que, quando envelhecemos, voltamos a sê-lo...
    Que maravilha!!!
    Seja feliz e abençoada!!!
    Abraços fraternos com votos de muita serenidade.

    ResponderExcluir
  16. Que infância de ouro!
    Também senti semelhança aqui no seu texto. Estudar o que não interessava era aborrecido pra caramba :)
    Mas estar naquele mundo de meninos e meninas, especialmente no recreio era o máximo!
    Gostei de tudo mas adorei as fotos. Amo fotos antigas.
    Beijinho pra vc,
    Rute

    ResponderExcluir
  17. Ser branquinha como leite talvez não fosse do agrado dos tempos atuais, mas que deveria ser muito linda e delicada, não tenho dúvida !

    Também adorei as fotos ! Você parece uma princesinha delicada.

    Beijo

    ResponderExcluir
  18. Chica,
    Não tinha lido sua história antes, então fiquei aqui me deliciando com as peraltices.
    Olhe, sou como você. A infância foi muito boa, mas não queria voltar à ela. Fica o gostinho das boas lembranças apenas.
    Obrigada pela adesão e retribuo o beijo!

    ResponderExcluir
  19. Minha querida Chica

    "Então ficaram todas as crianças a sua INFÂNCIA a passar seus anéis azuis de orvalho".

    Vc fez um post tão levinho...
    Li-o,atenciosa e novamente...
    Gostei mais ainda hoje... creio que meu espírito está todo voltado para o tema...
    Gostei de como foi falando dos detalhes das suas lembranças...
    Eu também não gostaria de ser criança outra vez no sentido que vc falou... mas que tempo maravilhoso (mesmo com sua parte não tão boa)!!!
    Engraçado que nós, tímidas, não parecemos aos olhos dos demais que assim o somos... é incrível!!!
    Sinto alguma semelhança da minha infância com a sua e até em nosso temperamento... Será???

    Hoje, o meu desejo de paz e alegria é para vcs que:

    "...estendem o seu conceito
    de vida,
    e a veem na gota de orvalho".
    (Lice)


    Obrigada pela sua linda participação...

    Orvalho do Céu é uma “Chuva de Néctar da Verdade”... ou Palavras de Deus...

    É isso que lhe desejo nesse tempo que estamos entrando...
    Uma Abençoada Semana Santa e uma Páscoa extremamente feliz!!!
    Bjs de paz e achocolatados

    ResponderExcluir
  20. Chica
    Minha amiga que linda história e parece que tivemos algumas coisas em comum a brancura e a timidez.

    Momentos que ficam e que agora passamos para nossos filhos e netos e assim segue a vida.

    Beijos e um lindo dia

    ResponderExcluir
  21. vc foi uma menininha linda!

    e quem é que nao gostava do recreio?? eita que era bom!
    e esse quintal da sua vó? ai, que bacana.
    gostei!

    ResponderExcluir
  22. Lindas fotos...e sua história cativante...Paz e bem

    ResponderExcluir
  23. Custei te achar mulher!!
    Sabe que de todas as blogagens que li até agora é que todas tem brincadeiras que a gente não vê mais as criancas brincarem...
    Que pena!

    Bolhas de sabão...saudade

    ResponderExcluir
  24. Oi,

    Então você é a Chica? Nossa, eu vejo seu nome em alguns comentários do blog, e não lhe conhecia ainda.rs
    Pois é Chica, sua história me fez rir, por conta da história de você morar em apartamento e permanecer branquinha.
    Muito legal essa blogagem, já ri, já chorei, já me emocionei..enfim, cada história nos enriquece de alguma forma.
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Olá Chica
    Que texto bonito, adorei as brincadeiras ao ar livre, junto com as galinhas e em total liberdade, isso sim é brincar a sério, no meio da natureza. E as fotos são maravilhosas. Que bom passar por aqui. :)
    bjs

    ResponderExcluir
  26. Achei depois do terceiro eu penso rsrsr,mas valeu conhecer a criança Chica!!!!!Bjssssssssss
    GOSTARIA DE DIVULGAR AQUI A PROMOÇÃO DE ANIVERSÁRIO DO MEU BLOG,QUE FAZ DOIS ANOS HOJE.AOS AMIGOS QUE VISITAREM DE HOJE AO DIA 30/04 ESTAREI SORTEANDO UM LIVRO A ESCOLHA DO GANHADOR,DENTRO DA TEMÁTICA DO SEU BLOG

    ResponderExcluir
  27. Quando vi suas fotografias, lembrei de Dorothy do Mágico de Oz!! Sua mãe devia ser fã ou era você?
    Bom saber que você foi danadinha, eu também!! Mas por questões de respeito, só não era danada com os adultos, mas com as outras crianças... rs.
    Bom fim de semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  28. aaaaaaaaaai, a Chica, que gracinha!!!bjo

    ResponderExcluir
  29. Chica, é muito enriquecedor conhecer as diferentes histórias dos blogueiros da blogagem coletiva. Essa vivencia de sítio, terra, arvores, essa coisa mais solta, com ar de liberdade, hoje em dia é muito raro. Não tive essa experiência, cresci em S. Paulo, e fico imaginando como é rica uma infância assim. Muita paz!

    ResponderExcluir
  30. Oi amiga chica.
    Que bom recordar a criança que fomos,e assim a gente vai se conhecendo um pouquinho mais. Está uma fofura nas fotos. Tive que rir, da lei da vida, é mesmo sempre se fala, que é assim. Mas o que importa é ser uma criança feliz! Linda tua participação. Bjs.

    ResponderExcluir

✿ Que isso possa ter deixado uma marquinha,ainda que seja bem pequenina , no seu dia, alegrando-o! ✿