Páginas

✿Esvaziando o coração...Tantas coisinhas...(e ainda falta muiiiiiiiiiiito...)✿



Quando sento aqui para escrever, meu coração aparece e quer sempre despejar...

Desde que retornamos da praia tantas coisas aconteceram por aqui, cirurgia da Oma, sua internação e agora,recuperação na clínica.

A cada visita ficamos tristes de vê-la assim e isso vai nos tornando mais vulneráveis  e parece fracas.Fora isso, a vida tem eu giro normal com todas as preocupações e voltas que ela dá, sustos,cada dia com uma surpresa e nem sempre, são boas.

Nos trazem gripes, conjuntivites, ites, ites, ites e ainda bem somos fortes senão estouraríamos de tantas "PROVAÇÕEZITES",srrs...Mas essas são o de menos no grande bolo!

Um misto de sentimentos, um turbilhão nas nossas cabeças e  ontem ao sair do quarto da Oma,já na porta, ao dar um beijo, de longe, atirado com minha mão, vi por debaixo da coberta, a tentativa dela retribuir o gesto.

 Só tentativa!!!

Aquilo ficou e está na minha cabeça até agora e ao sair, num deslize, falei o que estava pensando na hora e realmente acontece...

Durante anos, anos a fio, fazia a " fiscalização" pra saber se estava bem pela manhã, bem cedinho e à tardinha...
Era assim e estávamos sempre em contato.

Pra bem da verdade, nem sempre era bom esse contato, pois ela nos contagiava até pelo telefone e tantas vezes nos deixava muito mal mesmo.

Mas ontem, voltando ao fato, ao sair, simplesmente saiu da minha boca, a frase:

-Quando chega a tardinha, tenho a sensação que tenho que ligar pra tua casa!

Só que as últimas palavras já não saíram com minha voz normal ( piorada ainda pela voz de taquara rachada,pela gripe),mas já embargada e , acompanhada da minha parceira de emoções, a Tita e que parece ter sempre lágrimas a jorrar quando acontece algo, lá saímos nós dias, derrubadas de lá, pra Oma não perceber.

 Já no corredor, conseguimos rir de como somos abobadinhas e pensei que merecíamos outra cena ao sair dali.

Lembrei de uma avó de um amigo do Gordo, que a família foi nossa vizinha, o Rafa , e achei o quarto dela lá na clínica. Batemos, entramos e qual não foi a surpresa , após  bem mais de 30 anos, rever a vó Noêmia, a vó do Rafa .

Fui  entrando e dizendo:
_Vó Noemia!

_Quem tu és?

- Sou a Chica, mãe do Gordo e essa é a Tita...

Ela conseguiu lembrar tuuuuuuuudo e ainda até o nº do apartamento, nome do edifício ,tudinho.

Ficou feliz e está com 96 anos, olhinhos azuis brilhando de muita vida ainda que desejamos pra ela.
Vejam a vó Noemia e a Tita.Que amor!Carinha danadinha e sapequinha!
E vale a pena ver esse vídeo, curtinho que emociona pela simplicidade, meiguice, ao dar um recado pro Gordo, de quem fez as vezes de vó, pois na casa dela podia brincar, se divertir muito e sempre!



Foi um encontro maravilhoso e nos fez sair de lá bem melhores.

Uma diferença  naqueles rostos: emoção e sorriso.

E QUE diferença!!!

 Um detalhe que quem carrega pela vida, se mostra também na velhice. Ajuda a chegar lá com carinha boa, olhinhos que brilham e mostram alegria, mesmo com quase um século.

Isso faz pensar na famosa semeadura pela vida!!!

Plantar sorrisos e coisas boas faz uma grande diferença!

Tomara todos tenhamos essa mesma colheita,Aí vale a pena chegar na idade avançada.Senão..

.É apenas ficar pendurada, esperando o terreno se rearranjar... chica

25 comentários:

  1. Que rostinho mais lindo ,doçura no olhar e convenhamos, sapeca sim!!(rsrs)
    Amei e me emocionei com o video.Me trouxe saudades de minha mãe.Ai, como dói!!
    Felicitações e saúde para ela.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga Chica,
    Mais uma vez estou com lágrimas nos olhos.
    Lindo desabafo, esse
    Fiquei encantada com o vídeo.
    Rezo, todos os dias, para que Deus me dê uma velhice digna.
    Meu maior medo é ficar em cima de uma cama vegetando e dando trababalho para meus filhos.
    Um beijinho no seu coração de
    Verena e Bichinhos

    ResponderExcluir
  3. Chica querida, simplesmente me emocionei com esse post.

    Muita fofa vó Noemia e esses olhos azuis!! :) Cara de sapeca e voz da sapeca tbm. Fala pra ela falar: Beijo pro Gordo UOU! rsrs É lindo ver a alegria de viver que muitas pessoas de idade têm, eu admiro demais da conta sabe Chica, e espero que eu tbm seja assim, sempre alegre, sorridente não importa o que a vida me der de presente.

    Desejo muita saúde pra Oma e pra vó Noemia...ela é tão simpática que saio chamando-a de vó hehe

    bjokitas com muiiito afeto no seu core!!!

    ResponderExcluir
  4. Linda postagem! Quando for velhinha quero ser assim, com esse olhar tão cheio de vida e tão bonito! Tudo vai melhorar! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oi Chica!
    Que lindinha essa senhorinha.
    Sabe me deu um aperto no peito quando você começou falar de sua mãe.
    Minha minha completaria hoje 84 anos de idade.
    Também teve um AVC que trouxe sequelas radicais na parte mental.
    Perdoa-me mais está difícil continuar escrevendo.
    Não consigo me conter ao falar disso.
    Me perdoa.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Rejane, emocionante teu relato, mas o melhor de tudo isso e que mesmo assim tu conseguistes falra, expressar para a tua mae a rotina de muitos anos, achei maravilhoso, pois nunca devemos perder uma chance de manifestar nossos sentimentos, mesmo que seja dolorido, e a melhor parte foi o reencontro com a outra "vovo", adorei, beijos no teu imenso coraçao, Heloisa.

    ResponderExcluir
  7. O que dizer?
    Emoção, sim, muita!!!
    E eu bobona, fiquei com os olhos lacrimejados aqui.
    Ouvir a voz da "Oma", falando com o Gordo, foi lindo.
    Mas ela tentando levantar a mão pra acenar pra ti, ah Chica querida...estou sem palavras.

    Deixo meus beijos, meus carinhos e uma recuperação boa pra sua mãe.

    Se cuide dessas ITES todas minha amiga.
    Beijos Chica querida.

    ResponderExcluir
  8. É impossível não sorrir. Espero eu chegar a essa idade. =)

    Beijinhos***

    ResponderExcluir
  9. Ah!Chica, muito emocionante seu relato!E tens que voltar na clínica todos os dias...Que Deus lhe dê sempre muita força!
    Não é fácil.
    Linda sua reflexão,pensando nas duas, semeamos a vida toda, e querendo ou não colhemos exatamente o que semeamos. Que possamos sempre semear sorrisos e muitas coisas boas!
    Que sua mãe fique bem!E a doce Noemia, tenha muita saúde!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. É MUITO BOM BOTAR PARA FORA O QUE ESTA NOS ENTRISTECENDO OU MAGOANDO
    QUE ROSTINHO MEIGO DESTA VÓZINHA UM SEMBLANTE SEM QUEIXA SEM TRISTEZA SEM RECLAMAÇÃO UMA LIÇÃO DE VIDA DE SABEDORIA DE FÉ E RESPEITO A DEUS E AOS PARENTES FILHOS NETOS TODOS OS QUE SOFREM COM QUEM CHEGA NESTA IDADE E TEM ALGO QUE O OBRIGUE A SE AFASTAR DOS SEUS MESMO QUE SEJA POR UM TEMPO CURTO,,LINDO TEXTO C HICA BJS MARLENE

    ResponderExcluir
  11. Oi Chica
    Que lindo o vídeo e o seu texto sobre as "coisinhas da Chica", pequenos detalhes da sua vida que me emociona e comprova a pessoa incr[ivel que és.
    Nossos velhinhos precisam tanto de carinho e de fato cada um leva pra lá o que foi na juventude , se de bem com a vida tanto melhor!
    um longo abraço de ternura

    * e hj vim parar nos "canteiros" ( quase nao consigo ir em todos)
    pior pra mim que perco tanta coisa boa de ler e sentir
    beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Chica, achei o clip muito cheio de amor! Imagina, mandar recado para o Gordo! Essa senhora tem seu coração recheado de amor. Provavelmente, levou-o através de seus mais de 90 anos. Nosso caso é inverso: naquele coração sementes foram BEM outras...e a gente foi sofrendo com as urzes que delas brotavam , e, espinhentas, nos rasgavam a pele da vida.. A outra senhora--não a do vídeo--não quis plantar nem flores, nem frutinhas, e nem mesmo árvores . Talvez, nem soubesse o que fazer com as possibilidades de cada semente que atirava como se fosse uma pedra. Coitada, como teria sido bom, principalmente para ela, se, hoje, mimosas, cravinas, laranjeiras, temperinhos espalhassem seus perfumes ao reu redor! E ela poderia passar pelos caminhos tão mais tranquila...E, nós, ficaríamos tão mais leves e deliciadas pelas lembranças dessas flores, temperos, árvores...Infelizmente, ela escolheu um deserto com grandes tempestades de areia.
    Um beijão da tua irmã,
    Mausi

    ResponderExcluir
  13. Oh Chica é tão ruim ver quem amamos sofrer e não poder fazer nada. Mas podemos sim: continuar amando e demonstrando.

    Teu coraçãozinho tá apertado mais é o amor inchando no teu peido e ao mesmo tempo doendo por ve-la sofrer. Mas sabe? Deus a tem no colo, sempre.

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Esse é um texto para emocionar, realmente. Os olhos brilhantes da velhice mostram que toda a vida da pessoa foi vista assim, com doçura.
    A amargura carregada ao longo dos anos pesa para quem a leva e para todos que a rodeiam.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  15. Chica,
    que relato comovente!
    Sabe que essas coisas mexem demais comigo... Memórias.. rs
    Que bom que vc sempre consegue colocar sorrisos nos momentos difíceis... Isso torna mais leve o coração, com certeza!

    Sempre levo grandes lições daqui, amiga querida...

    Um beijo do tamanho do teu coração!

    ResponderExcluir
  16. Chica

    Vim aqui para ler seu post e quanta coisa que dissestes me fz recordar o que já vivi em tempos atrás!
    Que linda a Vovó Noêmia. Pena que não consegui ver o vídeo.
    Sempre bom esvaziar o coração . . .

    Beijos e um bom fds.

    ResponderExcluir
  17. Olá, querida
    Como vs são otimistas na família... que beleza!!!
    A união faz a força... parabéns!!!
    Bjm de paz e ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  18. Chica, querida nossa da blogsfera!

    Só quem passa pela experiência de ver uma pessoa amada necessitando de cuidados, dependendo de remédios e lutando contra uma doença, sabe o que é isto.
    Às vezes é difícil ser forte, é difícil segurar a emoção, é difícil suportar...
    Não esvazie seu coração de esperanças, pois um minuto é tempo para dizer te amo, para dizer que valeu a pena, para dizer que nada foi por acaso...
    Bjs e boa noite!

    ResponderExcluir
  19. chica querida lí todo seu texto com carinho linha a linha...e é bom desabafar viu!! se sentir tristte com as coisas que não estão sobre o nosso controle e sim no controle de Deus.. a vovó Noemia tem uma carinha meiga e doce....A velhice não é facil,o importante é conservar o alma jovem..
    Chica força em Deus que sua mãe fique boa logo..
    muitos beijinhos..
    bom fim de semana
    titi

    ResponderExcluir
  20. Oi Chica!
    Que meiguice de post!Um doce de pessoa a vovó Noemia.
    Tem pessoas que passam a vida e chegam a velhice com uma candura e uma força interior de dar inveja. Admiro isso!
    Tudo de bom pra Oma e pra vocês qque envolvidos neste processo sofrem tanto quanto.
    Beijinhos e um fds de paz!

    ResponderExcluir
  21. É Chica querida, a vida tem destas coisas, não temos como fugir de enfrentá-las, mas vc a diblou muito bem e nos trouxe neste post um belo happy end.
    bjs

    ResponderExcluir
  22. Chica querida!
    O vídeo não abriu pra mim, que pena, queria tanto ver!
    Mas, sabes, a gente sofre com o sofrimento daqueles que amamos, pois quando não somos egocêntricos, o sofrimento de um irmão, de uma mãe, dói na gente como se fosse em nós, não é mesmo?
    Sei bem do que falas, amiga, há dois dias levei um susto com minha mais nova que foi parar pela segunda vez no mês, num hospital de emergência aqui no Rio e com um quadro muito triste. E sabe quem a acompanhou, pois estava com ela marcando exames? Minha mãe, ou seja, alguém que está com os reflexos do Alzheimer já se pronunciando, mas ela com toda força e garra de mãe, ajudou minha irmã a desembaraçar os papéis que todo hospital pede.
    Foi um susto grande, mas hoje já está mais calmo e minha mãe aqui comigo, enquanto minha irmã se recupera na casa da sogra, mas, repito, quando amamos de verdade, a dor dos outros é nossa também.
    Que linda esta avózinha com sua filha!
    bjs cariocas

    Volto amanhã para ver se consigo v er o vídeo.

    ResponderExcluir
  23. Chica,

    Às vezes, precisamos esvaziar nossos coraçõs.
    Ainda bem que você tem a Tita pra dividir essas emoções.
    Começando pela despedida da Oma, com certeza, ela fez o gesto com o coração.
    E ver a vó Noemia, ainda com essa carinha tão alegre, era tudo que vocês precisavam para diminuir aquela dorzinha anterior.
    Eu não consegui assistir o vídeo, mas pela foto já deu pra perceber, que deve ter sido muito lindo.
    Que coisa estranha que é a velhice. Mas é necessário passar por ela.

    Eu não vou estar aqui mais tarde. Vou pra casa de amigos, e não vou levar o computador. Já deixo meu abraço pra amanhã. Beijos

    ResponderExcluir
  24. Chica, bom dia!
    Vi agora o vídeo, fiquei emocionada, claro! Como é linda com estes olhinhos azuis!
    Obrigada pelo comentário carinhoso.
    um lindo dia e beijinhos cariocas!

    ResponderExcluir
  25. Chica
    O seu relato é de quem ama e manifesta esse amor através de gestos lindos. Pode ser certeza, sua oma se sente feliz por ter uma família maravilhosa!
    Adorei o vídeo!
    Que Deus abençõe a sua família
    Beijos,tudo de bom!

    ResponderExcluir

✿ Que isso possa ter deixado uma marquinha,ainda que seja bem pequenina , no seu dia, alegrando-o! ✿